Competências em Língua Estrangeira

Esta parte do currículo, também conhecido como "curso inicial", varia de departamento para departamento. Foi basicamente concebido  para permitir aos estudantes adquirirem e melhorarem as suas competências nas línguas estrangeiras. O curso inicial dura, normalmente, dois semestres.

Com línguas não curriculares como o Árabe, o Chinês, o Alemão e o Russo irá assistir a aulas de introdução leccionadas sob forma de conferências e aulas baseadas no ensino teórico. Com línguas curriculares como o Inglês e o Francês, não irá começar por aprender as bases, mas deverá frequentar as aulas de ensino teórico.

A questão é saber o que são verdadeiramente as "competências em língua estrangeira". Significará decorar vocabulário e regras gramaticais para as reproduzir no exame? Será um conhecimento sem contexto? Um conhecimento sobre as formas da língua sem aprender a língua com um todo? Alternativamente, significará desenvolver um sentido para a língua a fim de se sentir competente nos diferentes níveis e registos da língua estrangeira? Ou serão as competências em língua estrangeira mais ... o quê???

"Parte da aprendizagem de uma língua é olhar para a linguagem corporal dos falantes nativos  quando estes falam: como mexem a boca, como são os seus gestos e como mudam de posição, como tropeçam nas palavras, onde e como fazem pausa, como acentuam oralmente as palavras para lhes dar ênfase, [...] devemos ter intuição, perceber o que os seus corpos fazem por dentro, perceber como se sentem quando falam. "(Douglas Robinson The Translator's Turn, 1991) em "A Social Constructivist Approach to Translator Education", de Don Kiraly, 2000

Estudos Culturais (estudos iniciais e principais)

O objectivo dos estudos culturais é promover a compreensão da cultura de todos, tal como as culturas estrangeiras, e a aptidão para compreender a comunicação intercultural. O catálogo de temas inclui, entre outros, termos e métodos culturais e sociológicos apropriados; a descrição de culturas e sistemas sociais com as suas instituições, valores, e comportamentos padrão; literatura moderna, história e política; organizações internacionais.

Para concluir o módulo de "Estudos Culturais" deve seguir aulas regionais que são, em parte, leccionadas sob forma de conferências, e fazer um exame final. Os seminários introdutórios e os seminários avançados também são obrigatórios. Os temas escolhidos pelos estudantes variam, tal como as exigências. Com a possibilidade de escolha, os estudantes podem organizar os principais objectivos pessoais dos seus estudos.


Linguística e Estudos de Tradução (estudos iniciais e avançados)

Esta parte dos estudos inclui linguística e estudos de tradução. Aqui os estudantes fazem uma abordagem da ciência da tradução e familiarizam-se com teorias recentes da tradução. Nas aulas de linguística e nos seminários estudam a estrutura e a função da língua.

 

Temas complementares

Os estudantes podem decidir escolher uma lista de temas complementares: informática, medicina, direito, tecnologia e economia. A partir dos seus temas complementares, os estudantes aprendem as bases da área escolhida e as primeiras metodologias para encontrar a terminologia especializada. Desta forma, aprendem as bases para uma interacção individual com áreas diversas. Os estudos dos temas complementares começam no terceiro semestre e implicam um exame final.

 

Tradução

Durante os estudos iniciais, traduzem textos não especializados. O professor escolhe os temas. Este é o modelo de uma aula prática de tradução: os estudantes lêem as traduções que fizeram em casa. Depois, o professor e os outros estudantes discutem as sugestões. Pode acontecer que seja necessária uma sessão inteira, que dura uma hora e meia, para discutir uma pequena parte do texto. De qualquer forma, traduzem apenas um texto básico durante um semestre inteiro. Isto significa que os estudantes não aprendem como traduzir com qualidade e rapidez. Na vida profissional devem, por norma, traduzir 500 palavras por hora.
Durante os estudos aplicados traduzem todo o tipo de textos, sendo o professor  a escolher os temas.

 

Interpretação

Durante os estudos básicos, não são obrigatórios cursos de introdução à interpretação. No entanto, a maioria dos alunos envolvidos em interpretação frequentam cursos de prática da interpretação desde o início dos seus estudos. O curso introdutório acaba com um exame em interpretação consecutiva (da língua A para a língua B e da língua C para a língua A) bem como em interpretação simultânea (língua B para língua A).
Durante os estudos avançados, todos os alunos frequentam aulas práticas de interpretação. Como acontece nas aulas práticas de tradução, o professor escolhe o texto que os alunos vão trabalhar. Em geral, os textos estão relacionados com acontecimentos da actualidade mundial, como, por exemplo discursos de políticos. Existe também uma disciplina especializada nas áreas da tecnologia, do ambiente, da economia, da informática, etc.


Vordiplom (exame intermédio)


 

Este exame é o mesmo para tradutores e intérpretes. Há quatro exames: três exames de tradução de duas horas (B A, A B, C A) e um exame oral de 30 minutos em linguística e tradução, baseado no seminário de linguística da língua B. Se reprovar no Vordiplom tem oportunidade de o repetir. Se fizer o exame antes do 4º semestre, pode reprovar uma vez sem qualquer consequência.


Diploma

Normalmente, o exame Diploma é feito no 9º semestre. Em tradução, consiste nos seguintes exames: seis exames de tradução de 5 horas (B A, A B, C A em textos gerais e B A, A B e C A em textos especializados) e ainda exames orais em linguística na língua B e ciência cultural na língua C.
A avaliação final é composta pelas classificações da tese, da disciplina complementar, do segundo módulo opcional e dos exames Diploma escrito e oral.
Em interpretação, o exame Diploma consiste em três exames em interpretação consecutiva (B A, A B, C A) e em três exames em interpretação simultânea (B A,A B, C A). Os exames orais são os mesmos que os da tradução. Se fizer o exame Diploma antes do 9º semestre, pode reprovar uma vez sem qualquer consequência.


E depois do curso?