Um calendário para Aldea Laura

Poderão os verdadeiros projectos de tradução estar ligados à caridade? Os estudantes do curso de tradução do Don Kiraly na FASK (Escola de Linguística Aplicada e de Estudos Culturais) em Germersheim responderiam com um simples "sim". Os estudantes, para além de terem de cumprir prazos apertados, de traduzir textos extensos e de produzir um produto final, ao serem remunerados, também têm contacto com a realidade do tradutor. Mas o que fazer com o dinheiro ganho arduamente?

Alguns dos rendimentos foram doados a "Aldea Laura", uma fundação que criou e agora dirige uma escola numa zona rural da Guatemala. Quando a fundação decidiu oferecer um calendário aos doadores e pediu à FASK para efectuar o respectivo trabalho de tradução, Don e os seus alunos decidiram traduzir o calendário gratuitamente no seu curso de tradução.

A aula foi estruturada como um verdadeiro projecto de tradução. Os alunos dividiram-se em grupos, traduzindo cada qual uma parte do projecto. Depois de terminar a tradução, os alunos trocaram os trabalhos e fizeram a respectiva revisão. A aula teve bastante participação por parte dos alunos (geralmente, mais de metade dos alunos desistem de uma cadeira de tradução antes do fim do semestre). Segundo Don, isto pode acontecer devido ao facto de os alunos se sentirem obrigados a acabar o trabalho que prometeram realizar.

Resumindo, podemos dizer que o projecto original "Zukunft für Kinder - Aldea Laura" (um futuro para as crianças) foi um sucesso do qual todos beneficiaram. Os estudantes não só fizeram uma boa acção ao traduzir o calendário para a fundação "Aldea Laura" como também ganharam experiência profissional. Para a maioria, foi a primeira vez que puderam ver o resultado concreto do seu trabalho de tradução.

Aqui pode ver mais fotografias das crianças Maia de Chocruz, na Guatemala. Mais informação acerca do projecto "Zukunft für Kinder - Aldea Laura" encontra-se disponível na página inicial da fundação.

Página Inicial